pt / en

Destaques

Casos de alienação parental crescem em decorrência da pandemia

Durante entrevista ao programa CBN Recife, nesta segunda-feira (26), a advogada, especialista em direito de família, Ana Vasconcelos, apontou que a pandemia agravou os casos de alienação parental, que consiste quando um genitor pratica atos que fazem com que o filho tenha uma imagem negativa do outro genitor, com o objetivo de afastar e prejudicar, cada vez mais, a relação entre pai ou mãe e filho.

De acordo com a especialista, o isolamento social,  indicado como medida preventiva para conter os avanços do novo coronavírus, serviu de desculpa perfeita para os pais que praticam alienação parental através do argumento de que estavam preservando a saúde do filho. "As regras de convívio, entre pai e filho, devem ser mantidas, respeitando as regras do governo e, caso o genitor não consiga ter acesso aos filhos, ele tem que informar num processo na Justiça ou até mesmo ingressar com um processo específico de alienação parental", explica a advogada.

Publicado originalmente no site Radio CBN Recife Online